Formulário de Consulta

CÓDIGO SENHA

Setor de serviços do Estado de São Paulo volta a gerar vagas formais em julho

01/10/2018

As empresas do setor de serviços do Estado de São Paulo passam por um período em que é necessário planejamento e análise do faturamento, das despesas, dos financiamentos, da inadimplência dos clientes e também do quadro de funcionários.

A contratação de pessoal é considerada investimento de longo prazo, por isso, a dica da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) é aguardar a definição do quadro eleitoral , em outubro. Enquanto a política econômica do próximo governo não estiver clara, investidores, empresários e consumidores terão uma postura mais cautelosa e que pode impactar negativamente o desempenho de algumas atividades prestadoras de serviços.

Entretanto, a Entidade estima que o mercado de trabalho do setor de serviços paulista continue gerando empregos formais, mas em patamares baixos. Em julho, o setor abriu 4.290 vagas com carteira assinada e encerrou o mês com um estoque ativo de 7.411.495 empregos celetistas, alta de 0,9% em relação ao mesmo mês do ano passado. Os dados são da Pesquisa de Emprego no Setor de Serviços do Estado de São Paulo (PESP Serviços).

Esse desempenho reverte o primeiro resultado negativo do ano com a perda de mais de 5 mil postos de trabalho celetistas em junho.

Em julho, os principais responsáveis pelo desempenho geral positivo foram os serviços médicos, odontológicos e sociais (+2.416 vagas), com destaque para atendimento hospitalar (+1.098 vagas); e os profissionais, científicos e técnicos (+2.241 vagas), com destaque para os serviços de engenharia (+689 vagas). Por outro lado, os serviços de alimentação e alojamento (-2.111 vagas) tiveram o pior desempenho entre as doze atividades analisadas, puxado pelos restaurantes (-1.055 vagas).

Nos sete primeiros meses do ano, mais de 110 mil vagas foram preenchidas no setor de serviços paulista, grande parte delas concentradas nos setores educacionais (+22.195 vagas) e administrativos (+22.064 vagas), mais especificamente, no Ensino Fundamental (+5.557 vagas) e nos serviços de teleatendimento (+3.463 vagas). Esse é o melhor desempenho desde 2014, tendo gerado mais do que o dobro de empregos do que o apurado no mesmo período de 2017.

Desempenho regional
Em julho, as regiões de Osasco e do ABCD, na região metropolitana, impulsionaram o resultado geral positivo com a abertura de 883 e 751 vagas, respectivamente, enquanto a Capital gerou 659 vagas. O setor de serviços mais desligou do que admitiu no mês de julho nas regiões de Araraquara (-599 vagas); Taubaté (-337 empregos); Marília (-90 vínculos) e Araçatuba (-66 vagas).

 

Fonte:  FecomercioSP



<< Voltar

Avenida Governador Pedro de Toledo, 262 - Centro
Birigui/SP
CEP: 16200-045
Telefone: (18) 3649-4222
FACEBOOK ACIB
DESENVOLVIDO POR SOPHUS TECNOLOGIA